Os cinco elementos essenciais para ter sucesso nas suas construções e reformas

Como tudo na vida precisa de apoio, o negócio de reformas e construções não é diferente. Se atentar aos pilares do seu ramo é primordialmente importante.

Dessa forma, pode-se minimizar tanto quanto possível a tendência das pessoas à desconfiança quando o assunto são obras e reformas. É comum ouvirmos que obras só causam dores de cabeça e que o trabalho é recheado de percalços. Com esses pensamentos, não há quem não fique desanimado.

Sendo assim, o conhecimento prévio desses cinco pilares para uma obra eficiente é a chave para driblar esses sentimentos enraizados nas mentes das pessoas, evitar transtornos e realizar o trabalho por preços justos, cuidando, assim, do seu tempo e seu capital.

Então, siga em frente para conferir esses cinco elementos essenciais para que suas obras sejam o mais tranquila possível.

1: Preocupe-se com o projeto

O projeto é provavelmente um dos pontos mais importantes no processo da obra. Com ele você pode ter uma visão geral do trabalho a ser executado, bem como uma base para analisar e modificar conforme o necessário.

Nenhum trabalho funciona de forma plenamente correta sem uma base sólida logo no princípio. É preciso que se tenham as medidas, referências e características do trabalho, principalmente para fins de consulta ao longo de todo o processo.

Pense da seguinte forma: grandes trabalhos como a construção de automóveis e embarcações não funcionaria sem o projeto de seus engenheiros, não é mesmo? Pois uma obra também segue essa premissa.

Indicar as características atuais e modificações, no caso de uma reforma, e o plano de obra geral é essencial para que os trabalhos fluam de acordo com o esperado, evitando perda de tempo e dinheiro até o final da obra.

Dessa forma, todos os profissionais envolvidos em cada etapa da execução podem nortear seu trabalho, desde a fundação, até o acabamento, com a finalidade de um trabalho perfeito e duradouro.

Por isso, trabalhos executados sem o auxílio de um projeto correto e bem detalhado, em geral, apresentam diversos problemas não apenas no decorrer das obras, como também em longo prazo.

2: Planejar é a chave

Tudo na vida funciona a base de planos. Desde a roupa que você usará no trabalho no dia seguinte, até a compra de um carro. O ser humano tem tendência a planejar seus dias e uma obra a ser realizada depende fortemente de um planejamento detalhado.

Ao contrário do que é de pensamento popular, um planejamento de obra não é um bicho de sete cabeças. Vemos grandes construções com planejamentos extensos e intensos que contam com uma vasta equipe. Mas não se esqueça, essas grandes obras tem engenheiros especializados e suas finalidades exigem que se tenha um planejamento detalhado para fins de regularização perante órgãos de fiscalização.

Sendo assim, a reforma da sua habitação não precisa de tanta dor de cabeça nessa fase. É importante que o seu planejamento seja simples e de fácil entendimento, pois precisará ser periodicamente consultado no desenrolar da obra. Esse documento deve conter informações básicas e essenciais para qualquer obra, como: todas as etapas que envolvem o trabalho, datas de início e término, estimativa de custos para cada uma das etapas, materiais essenciais e lista de fornecedores e a somatória dos gastos da obra como um todo.

Uma planilha simples no Excel já é suficiente para a realização de um bom planejamento, desde que aborde todos os principais pontos para consulta dos profissionais.

3: Mão de obra qualificada

Embora conseguir uma equipe qualificada possa, muitas vezes, ser um tremendo problema, contar com profissionais competentes está diretamente relacionado com o sucesso da sua obra.

Afinal, trabalhadores com vasta experiência sabem lidar com eventuais problemas que uma construção ou reforma pode trazer, de modo que resolvem a situação da melhor maneira possível, sem desperdício de material e tempo.

Ao contrário de grandes obras realizadas por construtoras, as obras de menor porte tem uma alta taxa de desperdício, o que certamente é um ponto a ser evitado. Por isso, despenda tempo buscando a melhor equipe possível e negocie um valor justo por essa segurança.

4: Fornecedores

Cimento, areia, tijolos, material elétrico, hidráulico, itens de cerâmica e acabamentos em geral são alguns dos principais matérias utilizado em qualquer obra, seja construção ou reforma. Certamente esses materiais precisam vir de algum lugar, e esse é o papel dos fornecedores.

A qualidade desses materiais é um ponto crucial no sucesso de uma obra, o que pode significar um custo bastante alto, sendo em média 50% do valor total da obra. Por isso, negociar os valores é fundamental, a fim de não gastar mais do que o necessário. Todavia, não é um bom negócio deixar que a qualidade dos materiais caia para que se consiga um preço mais baixo.

Assim, conhecer a empresa fornecedora é a melhor solução para que qualidade e preço justo estejam em harmonia. Por isso, pesquise e realize orçamentos com pelo menos três empresas diferentes da sua região, negocie, familiarize-se com o mercado.

Dentre todos os materiais essenciais, alguns se caracterizam pelo termo “Curva ABC”, que se referem a materiais muito caros, sendo em média 20% do total, mas que são responsáveis por 80% do custo total. Esses são os itens que merecem mais atenção e esforço para encontrar o melhor preço no mercado. Faça uma lista das principais empresas fornecedoras da sua cidade e encontre a que melhor atende as suas necessidades.

Entretanto, não se prenda a apenas uma empresa. A lista de materiais é grande e alguns deles podem ser mais em conta em outras lojas, por isso, distribua toda a sua lista pelas principais lojas, de modo a conseguir o melhor custo por todos os materiais. Não há nada de errado em ter mais de um fornecedor.

5: Gestão da obra

Você, na posição de responsável pela obra, precisa acompanhar todo o processo, bem como compreendê-lo. Assim, é necessário pelo menos o conhecimento básico acerca da obra que será realizada, a fim de gerir os trabalhos da melhor forma possível.

Para que você possa ter total entendimento dos trabalhos, esteja atento a todas as etapas anteriores, vise os custos, consulte os planejamentos e projetos, conheça as etapas e os profissionais responsáveis. Envolva-se no seu projeto com confiança e transmita isso, de modo a garantir uma comunicação impecável entre você e cada profissional.

O engajamento somado a manutenção de todas as etapas anteriores são primordiais para sua obra ser o mais bem sucedida possível, e para que você tenha uma experiência o mais distante possível do senso comum que “obras são apenas dor de cabeça”.

Conclusão

Usar esses cinco elementos como pilares da sua construção ou reforma é valioso para uma finalização de trabalhos plenamente satisfatória. Garantir a qualidade, respeitando os prazos e custos previstos é o segredo dos profissionais responsáveis por obras de sucesso e esses cinco pilares os acompanham.

Mesmo que você conte com profissionais capacitados para cuidar de todas as etapas da sua obra, o conhecimento do processo ainda é necessário, para que você possa entender o desenrolar de toda a operação e prever eventuais problemas que qualquer obra está sujeita. Deixar tudo por conta de uma empresa muitas vezes pode ser um péssimo negócio, por isso, preocupe-se com o serviço pelo qual você está pagando.

Em síntese, os cinco elementos de uma obra de sucesso são: projeto, planejamento, mão de obra qualificada, fornecedores e gestão de qualidade.

Por fim, esperamos que você tenha tido excelente proveito desse artigo e sucesso nos seus trabalhos!

Deixe uma resposta